sexta-feira, 24 de junho de 2011

ASSEMBLEIA DE DEUS PÓS CENTENÁRIO O QUE ESPERAR?

Muita festa, muita alegria, muita comemoração. É o centenário da Assembleia de Deus no Brasil. E agora o que faremos? O que seremos no próximo centenário? Como sobreviveremos as próximas crises? como sobreviveremos a nossa vaidade? O que acontecerá com a geração seguinte? São perguntas desafiadoras que nós desta geração precisamos encontrar respostas.


Temos uma história linda. Podemos afirmar como Churchil: Uma história com a marca de sangue suor e lágrimas. Uma história de simplicidade e fé. Uma história de heroismo e de lutas. Uma história de amor e renuncia. Uma história de superação. Uma história de vitória. Mas agora o que será? O que a nossa geração precisa fazer?


1 - Nossa geração precisa fazer uma revisão de rumos. Precismos concertar erros históricos os quais cometemos. Nos últimos anos começamos uma luta pelo poder. Para chegar ao poder líderes chmados de "homens de Deus" fizeram tantas barbaridades. Homens avarentos dirigindo o povo de Deus. Homens amantes da fama e do nome disto ou daquilo fazem qualquer coisa para ter em detrimento do ser. Homens que mentem, caluniam e detonam a imagem dos colegas pelo poder. Atos errados ou equivocados. Estratégias diabólicas para levar vantagem sobre o rebanho do Senhor. Falta de temor de Deus. Manipulação do sagrado em proveito próprio. Geração dos donos da obra. Creio que nós que somos líderes do povo de Deus precisamos rapidamente de concertar nossos erros e concertar nossos rumos. Precisamos pedir perdão ao Senhor e voltar a temê-lo e revernciá-lo. Precisamos pegar o caminho de volta aos pés do mestre.


2 - Precisamos restaurar uma vida de oração e jejum. Este era um segredo da igreja primitiva e da igreja que nasceu há cem anos atrás. Aqueles servos de Deus oravam muito mais que nós. Neste ponto nós pedemos muito. Nos afastamos muito desta origem vitoriosa. Que Deus nos ajude a restaurar uma vida de oração na igreja do Sec 21.


3 - Precisamos restaurar uma vida de humildade e quebrantamento espiritual. Através deste quebrantamento Deus vai nos livrar desta luta pelo poder que está destruindo as bases de nossa igreja. Prrecisamos voltar a depender mais do Senhor.


4 - Precisamos nutrir as estratégias históricas e desenvolver novas estratégias de crescimento da igreja. Não podemos desprezar o corpo a corpo que fez nossa igreja crescer e se tornar a maior igreja evangélica do ocidente e principalmente do Brasil. É o trabalho casa em casa, a distribuição de literatura, o convite para o culto a noite e os cultos ao ar livre. Mas tambem precisamos usar de forma assertiva os meios de comunicação: a internet, a tv, o rádio, os sites, blogs, twiter, sites de relacionamento, sites sociais e todas as ferramentas disponiveis. Não deixemos o diabo corromper o povo com as ferramentas que podemos usar para abençoar.


5 - Este é o momento de descobrir novos talentos. Existe uma geração de pregadores jovens que poderão ser os novos líderes para uma nova geração. Os líderes experientes podem muito bem fazer uma grande obra ao lados destes jovens obreiros.


6 - Precisamos restaurar o primeiro amor. A igreja cresceu com muito amor fraternal. Amor de Cristo. Vamos transformar nossa igreja numa grande familia. Nosso lema deve ser amar jovens, adolescentes, idosos e todos. Não adianta usar toda tecnologia do mundo sem ter um profundo amor em nossas vidas e nossas ações. Com amor esta igreja jamais será vencida.


7 - Vamos buscar um grande avivamento. Avivamento que mude nossa mentalidade mundana numa mentalidade espiritual. Avivamento que nos leva a amar ao Senhor e seus servos mais que nssos cargos e vantagens. Avivamento que nos leve a uma vida de dedicação e muita fé. Avivaento que nos restaure uma igreja de milagres e crescimento saudável.


Que tenhamos dias melhores num futuro de vitoria, amor e paz.


Abraço Pr israel

3 comentários:

Pr.ROGERIO OLIVEIRA-CONFERÊNCISTA disse...

A PAZ REVERENDO ESTAMOS JUNTA NA LUTA PARA IRMOS PARA O CÉU,PODES CONTAR COMIGO NO QUE DÊ E VIER ALÉLUIAS !
A PENAS SERVO} AGENDA PARA PREGAÇÕES CONGRESSOS, PALESTRAS, CRUZADAS FESTIVIDADES,ANIVERSÁRIOS DE IGREJAS VIGILIAS EVENTOS EM GERAL TEL.Oi 0718801 8840-{INFINITY PRÉ TIM}0719294 2288-Vivo 07196207386-Claro 07183251099-E-mail-pr.rogeriooliveira2@gmail.com.br- msn:pr_rogeriooliveira@hotmail.com-MEU BLOG {http://prrogerioo.blogspot.com/} FASSA MISÕES CONTRIBUINDO ,BANCO DO BRASIL CONTA CORRENTE AG.3460-6-CONTA.32.263-6- TELE-BENÇÃO SOCORRO DE DEUS.COM O PR.ROGÉRIO OLIVEIRA (071) 88018840- ORAÇÃO FORTE POR SUA VIDA.

Ângelo dos Santos Monteiro, disse...

Boa Noite. Passei por aqui para fazer uma visita no seu blog, e aproveitando a oportunidade convido você a visitar o [Blog do Ângelo], onde a temática do espaço é: "Um olhar bíblico-teológico sobre temas atuais e polêmicos".

[Blog do Ângelo]: http://pbangelo.blogspot.com

Rafiwskis disse...

Há uma dicotomia entre o ensino bíblico e a postura da igreja hoje. É difícil evangelizar pessoas bem-informadas. Quando a conversa aprofunda, tenho necessidade de deixar claro os pontos em que discordo da AD, a fim de que a mensagem da cruz seja preservada. A inércia cultural está nos tornando "Católicos protestantes". porque, mesmo de maneira não-escrita, colocamos as tradições defasadas em pé de igualdade com as Sagradas Escrituras. Nossos pastores não estão preparados para argumentar com a geração que está tendo a mente lavada em várias questões da pós-modernidade, como homossexualismo, cultura, arte, teísmo aberto, relativismo, capitalismo, fim da família dentre outros assuntos. A apologética não é mais importante entre nós. A AD cresceu pois sua mensagem estava contextualizada com a cultura da época, a de pessoas que não tinham um futuro, que anseiavam pela segunda vinda como meio de acabar com seus sofrimentos terrenos. Estamos em outra época: a época da cultura do entretenimento e da luxúria, onde as pessoas não buscam mais a igreja quando estão desesperadas, pois a igreja, infelizmente, como instituição não possui mais correto testemunho. Mas outro aspecto está sendo ignorado: A necessidade de Deus existe, mas as pessoas não mais o buscam em instituições protestantes, reputadas pela mídia como máquinas de fazer dinheiro, e cada vez mais estão buscando alternativas esotéricas, orientais e não-convencionais. As pessoas estão mais questionadoras, e se nossos líderes e jovens não estiverem preparados para responder às perguntas desse mundo diferente, nosso destino será o mesmo das igrejas históricas: A perpetuação do evangelho através da herança familiar e o encolhimento do número de membros, como é o que já ocore com igrejas como a metodista e a presbiteriana. Note-se que, embora a igreja esteja crescendo, a taxa de variação do número de membros com o tempo é negativa; portanto, é certo que se continuarmos neste ritmo, haverá um momento em que passaremos pelo ponto de inflexão e passaremos a diminuir em número e em relevância. A atribuição de cargos em diversos níveis apoiados em amizade, nepotismo e apadrinhamento está substituindo a orientação de Espírito Santo. Enfim, no pós centenário, infelizmente, só espero o pior.
O que me alegra é que metodologias e instituições caem, mas as portas do inferno não prevalecem contra a igreja de Cristo.
Houve a época dos apóstolos, da igreja católica, dos reformadores, metodistas, movimentos holiness, e, infelizmente, no centenário, testemunho o declínio do movimento pentecostal. Minha alegria são as notícias que recebo dos irmão do outro lado do mundo, que, mesmo sem instituição, sob duras ditaduras comunistas e islâmicas, estão mantendo a chama acesa.
Nós, brasileiros, precisamos despertar, para não sermos no futuro, como a europa presente: pós-cristã, secularizada e irrelevante.
Que Deus ajude nossos líderes.
Que Deus ilumine nosso povo.