terça-feira, 16 de julho de 2013

O ECO DAS RUAS

Crédito. Divulgação.
De repente o silêncio se torna em barulho, a aparente paz se torna em conflito, zona de conforto se torna em protestos, os aplausos se tornam em vaias, o apoio se reveste em contestação, a apatia se transforma em ação, a serenidade se torna em violência. Enfim, o que está acontecendo em nosso país? Há um despertar para  a realidade nacional? Será que uma guerra civil está chegando sobre o Brasil? Ou será a resposta de um povo sofrido que não suporta mais a corrupção e o desrespeito?

Bom, eu também não sei exatamente o que está acontecendo. Mas vou fazer algumas considerações sobre esses fatos.

Em primeiro lugar reconheço a minha vergonha e desconforto. Pois, entendo que este grito contra o mal, contra o pecado, drogas, corrupção, destruição da família, contra o uso equivocado do dinheiro público, deveria ser feito em primeira mão pela igreja de Jesus. Nós evangélicos representamos 30% da população brasileira, porem estamos na zona de conforto, em silêncio, sem dá um grito sequer. Quando os profetas se calam as pedras clamam.

Crédito: Internet.

É importante lembrar que o grito do povo é justo. É um grito contra a exploração no preço das passagens, é um grito contra a corrupção, leis injustas, gastos excessivos na construção de estádios para a copa do mundo em 2014. É um grito contra a distância dos políticos da realidade do sofrimento do povo, por isso, o mesmo é justo. Com essa efervescência social, a mídia deixou de lado o pastor Marcos Feliciano, e o mesmo está conseguido trabalhar em paz, a discussão passou a ser em outro nível.

No entanto, com as manifestações vieram algumas coisas muito perigosas. O marginais  infiltrados na multidão quebrando coisas nas ruas, destruindo lojas, arrebentando tudo pela frente, inclusive assembleias legislativas, patrimônio publico, ruas, carros, etc. Pessoas feridas mortas e muitas outras situações inusitadas. Além disso, a interrupção de rodovias por todo o Brasil provoca uma insegurança nacional e prejuízos econômicos em todo o país, pois não vai demorar para que os prejuízos de bens não duráveis que apodrecem no transporte bem como os atrasos na entrega se tornem em custo mais alto e inflação.

Tenho certeza que o Brasil começa a mudar com essas ações por parte da sociedade. De repente leis são aprovadas, o congresso começa trabalhar, a presidente Dilma se assusta e começa agir rápido, pois sua popularidade despenca.


Crédito: Internet.

Meus queridos irmãos, não podemos perder o bonde da história. Não podemos ficar indiferentes ao que está acontecendo nossa volta. Não podemos achar que não temos nada a ver com o que está acontecendo.

Devemos até nos envergonhar por estar nesta zona de conforto. Este é o momento de estarmos nas ruas. Nós temos muitas bandeiras para defendermos. Precisamos lutar contra as drogas, contra a violência, contra as leis de destruição da família que estão para ser aprovadas no congresso  nacional, contra uma educação voltada para o candomblé nas escolas municipais de Salvador, contra a imoralidade explicita, contra leis que colocam os homossexuais como uma casta especial em detrimento dos demais, contra o desrespeito ao povo de Deus. Precisamos reagir rapidamente, antes que nossa voz não seja mais ouvida.

A igreja do Senhor precisa participar ativamente da vida de nosso país, orando e profetizando. Somos profetas de nossa geração e não podemos abrir mão disto. Deus espera de nós muito mais do que estamos fazendo. Ministros, senhoras, senhoras, jovens, adolescentes, esta é a hora da igreja. Despertemos-nos agora, toquemos a trombeta da palavra e esbocemos o grito contra o pecado e Deus será conosco e nos usará poderosamente.

Um abraço  Pastor Israel Ferreira!


2 comentários:

Patricia lane Ferreira disse...

Eu li agora pouco o texto do Pastor Israel Ferreira e considero de extrema coerência com meu pensamento...fico feliz em ver um homem cristão com a visão politica ampliada e, sobretudo, conceituando biblicamente alguns fatos...

gildo disse...

Obrigado pastor Israel Ferreira,, e pastora Joilda Ferreira, por mostrar através deste texto, sua posição a respeito da atual situação do país , e esta deve ser a posição de todos os pastores no Brasil. OS EVANGÉLICOS NO BRASIL JÁ PASSA DE 50 MILHÕES... Não seremos enganados, não somos votos de cabresto... Somos esclarecidos e sabemos que o governo do Brasil, tanto federal como os estaduais serão substituídos. Senhores pastores, vocês serão os únicos responsáveis diretos por mostra a necessidade de uma mudança radical...
As bolsas deste governo são um modo grosseiro de humilhar o povo brasileiro. O povo brasileiro necessita é de EMPREGOS sólidos com salários justos; ESCOLAS de primeiro mundo para nossos filhos e netos; HOSPITAIS e um SUS que realmente cuide do nosso povo, não esse arremedo de SUS que existe ai; SEGURANÇA PUBLICA, o povo brasileiro está sendo dizimado pelos bandidos em todo território nacional...
MUDANÇA TOTAL JÁ... As ruas nos espera.